Aprimoramento do olhar é tema de workshop de fotografia do Projeto Biizu

“Essa nova forma de observar o que antes era uma simples fotografia, certamente vai me ajudar em outros âmbitos do meu dia a dia”. A reflexão da psicóloga Thaís Ferraz, foi descoberta em um novo momento do seu trabalho na Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos – Sejudh; durante um workshop de fotojornalismo, a psicóloga percebeu que cada imagem tem um significado diferente dependendo da perspectiva na qual ela é observada. “O verdadeiro sentido de fotografar é um desafio que nos possibilita, além de sair da rotina, experimentar vivências peculiares da arte”, acredita.

Participante do curso intensivo de fotografia promovido pelo Projeto Biizu – da Secretaria de Estado de Comunicação – Secom – Thaís agora entende que são os detalhes do lugar, ou mesmo de um objeto, que podem carregar as principais informações transmitidas através de um click. A psicóloga também conta que viu na arte de captar imagens a possibilidade de junção com sua profissão: “unindo o que aprendi com os ensinamentos da minha profissão, acredito que poderei colher frutos bem mais relevantes tanto para minha vida pessoal como profissional”, analisa.

Ministrado pelo fotojornalista Sidney Oliveira, o workhshop do Biizu foi direcionado para uma equipe de técnicos do projeto “Direitos Humanos em Cena”, da Sejudh. Durante dois dias o grupo formado por psicólogos, assistentes sociais e outros profissionais da Secretaria, trabalhou a técnica mas também, e principalmente, a percepção do olhar.

Sidney Oliveira conta que por ser de forma intensiva, em dois dias, procurou trabalhar exatamente o aprimoramento do olhar, direcionado os técnicos para observar essa percepção em suas próprias fotografias. “Procurei dizer onde a foto poderia ficar melhor e como fazer isso. Além da aula prática que foi realizada no segundo dia”, esclareceu o fotojornalista.

Para a Coordenadora de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Trabalho Escravo, Leila Silva, a finalidade de uma determinada imagem agora, para ela, vai muito além de uma simples informação direta. “A imagem precisa ser compreendida através da entrelinhas. O cuidado em fazer fotos será redobrado a partir de agora, pois sei que em um descuido você pode acabar carregando informações ou sentimentos equivocados”, explica a Coordenadora.

Este Workshop de Fotografia do Projeto Biizu foi realizado nos dias 11 e 12 de julho na Casa Civil da Governadoria. O coordenador do Biizu, Rodolpho Moraes, ressalta que o projeto está a aberto para as diversas formas de parcerias com as demais Secretarias de Governo e outras instituições e organizações da sociedade civil; para isso basta entrar em contato com a Diretoria de Comunicação Popular e Comunitária da Secom pelo e-mail: dcpc@secom.pa.gov.br ou pelo fone: 3202 0925.

Por Danielle Franco, com colaboração de Raiana Coelho (Estagiária Secom).

Fonte: http://www.secom.pa.gov.br/site/noticias/aprimoramento-do-olhar-e-tema-de-workshop-de-fotografia-do-projeto-biizu/

1 Comente este post

  • felipe

    6 de maio de 2017 às 00:04
    Oi pessoal Esse site é mesmo surpreendente, queria dar os parabéns pelo trabalho de vocês. Sempre é bom obter novos conhecimentos, obrigado ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2018 Projeto Biizu. Todos os direitos reservados.
DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO REGIONAL E COMUNITÁRIA